Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras

DILMA TEM ATÉ HOJE PARA SANCIONAR MP 668 QUE AUMENTA ALÍQUOTAS DE PIS/COFINS#

  1. Início
  2. Artigos
  3. Geral
  4. DILMA TEM ATÉ HOJE PARA SANCIONAR MP 668 QUE AUMENTA ALÍQUOTAS DE PIS/COFINS
« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:produção, acrílico, produtos, fim, dilma, presidenta e superabsorventes268 palavras2 min. para ler

A presidenta Dilma Rousseff tem até o fim do dia de hoje (19) para sancionar ou vetar, total ou parcialmente, o Projeto de Lei de Conversão 6/2015, que teve origem na Medida Provisória (MP) 668, que aumenta as alíquotas de PIS/Cofins sobre produtos importados.
A MP foi aprovada no fim de maio pelo Congresso Nacional e teve mais de 20 temas, sem nenhuma conexão com a proposta original, incluídas no texto - os chamados jabutis - entre eles a autorização para que o Legislativo possa fazer parcerias público-privadas. Com isso, estaria aberto o caminho para a construção de um shopping próximo ao Congresso Nacional, ideia do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), orçada em cerca de R$ 1 bilhão. A expectativa é que Dilma vete este trecho da proposta.

A presidenta está na Bahia, para a inauguração de um complexo acrílico da Basf, multinacional do setor químico, que será instalado no Polo Industrial de Camaçari, na Bahia, e vai produzir ácido acrílico, acrilato de butila, além de polímeros superabsorventes.

Dilma fará uma visita às instalações e às 11h30 participará da cerimônia de inauguração. A presidenta deve retornar a Brasília às 15h30 e não há previsão de mais compromissos oficiais até o fim do dia.

A Basf investiu mais de 500 milhões de euros na construção das três unidades do complexo, que será o primeiro da América do Sul.

De acordo com a multinacional, os polímeros superabsorventes são usados na produção de fraldas para bebês e outros produtos de higiene. Já o acrilato de butila, derivado do ácido acrílico, é usado na produção de adesivos, tintas e produtos químicos para produção.



Fonte: Agência Brasil

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out