Obs.: você está visualizando a versão para impressão desta página.
Voltar ao topoVer em Libras

MINISTRO DOS TRANSPORTES APRESENTA NOVA ETAPA DO PROGRAMA DE CONCESSÕES EM SANTA CATARINA#

  1. Início
  2. Artigos
  3. Geral
  4. MINISTRO DOS TRANSPORTES APRESENTA NOVA ETAPA DO PROGRAMA DE CONCESSÕES EM SANTA CATARINA
« Mais recente🔀Categoria:Geral
ImprimirReportar erroTags:sul, pil, investimentos, transportes, catarina, santa e bilhões242 palavras2 min. para ler

Nesta sexta-feira (19/6), pela manhã, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, o ministro dos transportes Antonio Carlos Rodrigues, junto com sua equipe técnica, apresenta os empreendimentos previstos para o estado na nova etapa do Programa de Investimentos em Logística (PIL) 2015/2018, do governo federal. A exposição é realizada no plenário Deputado Osni Régis.
Lançada no último dia 9 de junho, a nova etapa do Programa de Investimento em Logística (PIL) dará continuidade ao processo de modernização da infraestrutura de transportes do país e também irá atuar na retomada do crescimento da economia. Santa Catarina foi contemplada com a inclusão de todas as rodovias federais que cortam o estado (BR-101 Sul; BR-282; BR-470; BR-153; BR-280).

Para 2015, o PIL prevê leilão do lote composto por trechos das BRs-476/153/282/480/ que atravessam os estados de Santa Catarina e Paraná, abrangendo os municípios catarinenses de Chapecó, Seara, Concórdia e os paranaenses União da Vitória (PR) e Lapa (PR).

NOVOS PROJETOS

Estão previstos leilões de novos projetos rodoviários para concessão em 2016 nos seguintes trechos: BRs-470/282, desde São Francisco do Sul, Navegantes e Blumenau, até o entroncamento com a BR-153; BR-280 (Jaraguá e Porto União); BR-101, entre Palhoça e a divisa do Rio Grande do Sul.

Nas concessões já existentes, estão em fase de negociação com as concessionárias investimentos de R$ 2,5 bilhões na duplicação da BR-116/PR/SC e R$ 900 milhões nas BR-101/376/116/SC/PR.

Só na malha rodoviária, vão ocorrer investimentos da ordem de R$ 6,4 bilhões.



Fonte: Ministério dos Transportes

Este site usa cookies para melhorar a navegação.
Termos legais e privacidadeOpt-out